Seguidores

Pesquisar neste blogue

Vigilante - Arcade Review - Por: Old Game Master:

Loading...

quinta-feira, 30 de outubro de 2008

História dos Handheld Games - Parte III :

Gamate: 超級小子 (chaoji xiaozi ou "Super Boy")
Bit Corporation - Década de 90
:


O Gamate, conhecido como:超級小子 (chaoji xiaozi, ou "Super Boy") nas cidades Chinesas, é um handheld game console fabricado pela :Bit Corporation no inicio da década de 90,e lançado na Austrália, partes da Europa e Ásia, e possivelmente em outras regiões. Nunca foi vendido em larga escala como o Game Boy ou mesmo o Watara Supervision, e em conseqüência de sua pouca divulgação no mercado americano e mesmo nos mercados onde foi lançado, informações sobre jogos e outras coisas, são escassas- no emulador ou ROM dumps existem poucas referências. Porém, cerca de 50 games oficiais foram lançados para o sistema, e rumores de uma versão colorida lançada na Ásia, circulam entre colecionadores e pesquisadores do gênero Handheld.


WATARA SUPERVISION (A.K.A. Quickshot Supervision, "travell mate" e Hartung SV-100.)
QUICK SHOT - HONG KONG -1992-1996:


O Watara Supervision foi um handheld game console com tela monocromática, originário de Hong Kong, e introduzido ao mercado em 1992 como um cut-price (baixo-custo)competidor para o Nintendo Game Boy. E vinha incluso além do aparelho um jogo chamado: Crystball. O console tinha uma tela ligeiramente maior e algumas teclas e botões maiores, e seus jogos eram bem mais em conta que os do Game Boy. Os jogos, porém não eram de alta qualidade, e o console, portanto, não vendeu tão bem quanto se esperava. O projeto original para o console foi mudado significativamente com diversas alterações, mas os últimos Supervisions foram vendidos em 1996. O Supervision foi introduzido no mercado por diversas companhias diferentes em torno do mundo e sob diversos nomes diferentes, incluindo: Quickshot Supervision, "travell mate" e Hartung SV-100.

Especificações Técnicas:

CPU: 8-bit 65C02 processador, rodando á 4 MHz
Tela: 61 mm x 61 mm (2.37 inches x 2.37 inches), 160 x 160 pixels, 4 greys LCD
Som: 2 Tonalidades e 1 um canal áudio plus para ruídos adicionais ,saída para canal DMA stereo.Projetado com alto falantes e entrada para fones que eram inclusos com o aparelho..
Power: 4 x AA(pilhas)ou adaptador 6V AC/DC.
Portas de Comunicação: conector para dois jogadores usando DE-9 connector.
Cartridge port (entrada para os cartuchos)
(Joystick ou control pad)Controls for 1 Player
TV adapter (opcional).

COUGAR BOY - COUGAR - BRASIL/PARAGUAI/ARGENTINA -1993.
MEGA DUCK - CREATRONIC - EUROPA -1992.


Cougar Boy - fracasso de vendas.

Com muitos de nós já sabemos, a Cougar, uma fabricante de aparelhos eletrônicos e som para automóveis entre outros, tentou no ano de 1993 entrar para o mercado de entretenimento eletrônico através deste Handheld Game Console.Muitos a primeira vista, encontram muitas similaridades entre o Cougar Boy e um outro Handheld lançado pela Creatronic Chamado de MEGA DUCK. E de fato são idênticos sim! A única diferença é que o Cougar Boy foi lançado posteriormente ao Mega Duck, no Brasil, Paraguai e Argentina.Já o Mega Duck foi lançado somente na Europa.Outra similaridade que muitos fazem é em relação ao Game Boy Classic, principalmente pelo formato de sua tela e de suas cores e tons de cinza (praticamente iguais), mas seus cartuchos não são compatíveis um com o outro e o COUGAR BOY/MEGA DUCK e um pouco maior.Foram apenas pesquisados 15 títulos para o sistema, mas acredita-se que deva ter entre 20 ou 25 títulos.

Mega Duck e Cougar Boy colocados lado á lado, com exceção dos Layouts (aparelho e cartuchos de suas respectivas marcas) são praticamente os mesmos.

SEGA MEGA JET
SEGA - JAPÃO -1994:



O Sega Mega Jet era uma versão handheld do Mega Drive. Foi alugado para o uso a bordo dos vôos da Japan Airlines. O dispositivo não tinha sua própria tela, mas podia jogar cartuchos de Mega Drive conectado a um monitor pequeno do armrest (encosto do braço) usado em vôos da JAL. A unidade possuía o D-pad à esquerda e seis botões à direita, similar ao layout do game pad controller do Mega Drive. Existia um segundo joypad port (entrada para segundo game pad) na parte debaixo do Mega, podendo até (com a ajuda de um adaptador) jogos multy-players. Uma versão para o consumidor do Mega Jet foi lançado pela Sega do Japão, no dia 10 de março de 1994 ao preço de US$123. Era essencialmente a mesma unidade que foi usada em vôos do JAL, significando que ainda faltava uma tela e não podia ser alimentada sem um adaptador A.C. E em algumas versões posteriores, novas melhorias foram feitas, mas ainda sem a tela. Quatro games para o vôo estavam disponíveis entre eles: Super Mônaco GP e Sonic the Hedgehog. Porém, desde que a unidade aceitava qualquer cartucho do Mega Drive convencional, os passageiros podiam trazer á bordo seus própios cartuchos. O Mega Jet foi introduzido no mercado no Japão como uma versão do Mega portátil, e estava disponível em quantidades limitadas em lojas de departamento.O Mega Jet eventualmente Tornou-se a base para o Sega Nomad, um Genesis/Mega Drive com uma tela Luminosa.

SEGA NOMAD - PROJETO VÊNUS
SEGA - JAPÃO/EUA/AUSTRÁLIA -1995:


O Sega Nomad foi um handheld game console vendido na América do Norte e no Japão e era compatível com os cartuchos dos consoles de videogame Sega Mega Drive/Genesis, seu lançamento ocorreu durante o mês de Outubro do ano de 1995. Ele foi baseado na versão Japonesa do Mega Jet, com uma vantagem, ele possuía uma tela interna colorida. O Nomad nunca foi oficialmente lançado em regiões cujo sistema de cores padrão e o PAL como na Europa e Austrália. E seu codinome durante o seu desenvolvimento foi: Vênus, pois era uma política interna da Sega, nomear os protótipos de seus consoles, com nomes de planetas.
Sega lançou o Nomad em outubro de 1995 por $180US. Introduzido no mercado como um Gênesis portátil, o Nomad foi primordialmente uma evolução do Mega Jet do mercado japonês. Visto que o Mega Jet era screenless (Sem tela interna) e requeria um adaptador A.C, O Nomad caracterizou-se por ter uma tela LCD colorida de 3.25 polegadas e um compartimento interno para alimentação com espaço para 6 pilas AA, fazendo dele um sistema portátil e uma versão quase idêntica ao Gênesis. Em outras adições a este novo portátil e as melhorias consideráveis em relação ao Mega Jet, uma saída plug A/V foi adicionada ao topo da unidade, permitindo aos usuários jogar o Handheld numa tela de Tv através de um A/V cable ( embora isso tire todas as características Handheld e portáteis do aparelho). Uma outra característica particularmente interessante do Nomad era sua capacidade de permitir que um jogador jogue usando uma TV conectada, quando outro assistia prestando prestado atenção no Nomad. O D-Pad direcional permitia a jogabilidade para um jogador, mas uma entrada extra na parte debaixo da unidade permitia uma jogabilidade de 2 ou mais jogadores. Isso significa que o Nomad poderia ter as características funcionais de um console, ser um console portátil e ainda ter uma vasta biblioteca de jogos.
Nomad em funcionamento com o cartucho do jogo Shadowrun.

Porém, enquanto o Nomad era superior por sua resolução de tela e outras características, existiam outros problemas. O 32X e o Sega CD não eram compatíveis com a unidade (ao contrário do Sega CDX), e nem mesmo o adaptador de jogos para Master System, no Genesis/Mega Drive. O Nomad tinha avanços tecnológicos superiores aos outros Handhelds Game Consoles de sua época, tais como:uma grande tela, ajuste de iluminação e intensidade, e uma biblioteca de mais de 600 títulos,mas como o Game Gear, No Nomad , a vida útil das baterias era muito curta, em relação aos Handhelds contemporâneos. 6 pilhas AA ofereciam de: 90-160 minutos de jogo, tornando o uso de pilhas, algo extremamente dispendioso. Uma bateria recarregável foi introduzida e vendida no mercado pelo preço de $79.Mas esta ainda oferecia menos tempo e era muito difícil de se encontrar. Pilhas AA recarregáveis não eram recomendadas devido aos problemas da tensão (o Ni-Cd fornece 1.2V em vez do 1.5V que a saída das alcalinas, e requer também o completo descarregamento antes de recarregar; As baterias do Ni-MH AA não estavam disponíveis naquele tempo). Apesar do preço de $179 para $79.99 de queda, que eliminaram queixas de overpricing, o handheld não conseguiu bastante sustentação para continuar. Pelo tempo foi lançado, o Gênesis estava quase no fim de seu tempo - já sendo substituído pelo Sega Saturno, pelo Sony PlayStation e pelo Nintendo 64 e pela indiferença geral para títulos da era dos 16 bits.

SEGA NOMAD: ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS:

Processador: Motorola 68000 16 bit. Processador rodando á: 7.67 MHz.
Co-processador: (Controle de Som): Zilog Z80 8-bit á 3.58 MHz.
Memória: 156KB totais - 64 KB de RAM central, 64KB VRAM, 8KB de RAM para o som. 20 Kb ROM.
Paletas na Tela: 512.
Onscreen colors: 64.
Maximo de sprites na tela: 80.
Resolução: 320 x 224.
Som: Yamaha YM2612 6 canais FM,4 canais adicionais PSG.Som Stereo.E também um Texas Instruments SN76489 PSG (Gerador de Som Programável).
Tela: LCD Integrado á 320 x 224.
Alimentação: 9V 850mA (O mesmo que o Genesis/Mega Drive modelo 2).

GAME. COM (A.K.A TIGER GAME)
TIGER ELETRONICS -1997:

Game.Com (A.K.A. Tiger Game) o que chama a atenção é que ele já era touch screen, com um pequeno problema: A tela dele tinha luz e o sense touch dele era baseado em infravermelho, para funcionar o toque na tela 100% só desligando a luz.

O Game.Com (divulgado em comerciais de TV como: "game com", não "game dot com”) foi um handheld game console lançado pela Tiger Electronics em Setembro de 1997. Uma das características interessantes deste handheld, com uma design mais voltado para um PDA era o toque de tela com uma caneta (semelhante ao atual Nintendo DS) Tiger Game (como também era chamado) esperava poder competir com o Nintendo Game Boy , mas devido ao seu ingresso tardio no mercado de Handhelds, acabou tornando-se obsoleto por causa do lançamento do Game Boy Color (GBC). Ao contrário dos outros handheld game consoles, os primeiros games. com consoles incluíam two slots para jogos em cartuchos e podiam ser conectados a um 14.4 kbit/s modem.Mais tarde, os novos modelos só tinham um slot para games em cartucho( na imagem ao lado podemos conferir os 3 modelos do Game.Com ou Tiger Game).


Galeria de Imagens:


Acima e ao centro (Cliquem na imagem para ampliar) algumas amostras dos cartuchos do Game.Com (Tiger Game).

Acima e ao centro (Cliquem na imagem para ampliar) um exemplo da resolução da tela do Game.Com (Tiger Game).

Lista de jogos:

* Batman and Robin
* Centipede
* Castlevania SOTN
* Duke Nukem 3D
* Fighters Megamix
* Frogger
* Henry
* Indy 500
* Jeopardy!
* Lights Out(Incluido com a Consola)
* The Lost World: Jurassic Park
* Monopoly
* Mortal Kombat Trilogy
* Quiz Wiz: Cyber Trivia
* Resident Evil 2
* Scrabble
* Sonic Jam
* Tiger Casino
* Wheel of Fortune
* Wheel of Fortune 2
* Williams Arcade Classics

Especificações Técnicas:

* Processador Central: Sharp sm8521 de 8-bit
* Ecrã: LCD monocromático touch screen
* Resolução: 192 x 160 pixels.
* Áudio: Som Mono
* Bateria: 4 pilhas tipo AA
* Acesso a Internet: Opcional (Kit de acesso vendido separado)
* Software incluido: Calculadora, Calendário, Agenda Telefônica, Solitário e o jogo Lights Out.

POCKETSTATION- (ファイルの概要)
SONY - JAPÃO -1998:

Acima e ao centro, podemos conferir o logomark (logotipo) do Pocketstation.

O Pocketstation (Ver imagem ao lado) foi um add on ( periférico) criado pela Sony para o Playstation com características de handheld game. Lançado exclusivamente no Japão no dia 23 de Dezembro de 1998, caracteriza-se por: uma tela LCD, som, um relógio em tempo real e uma capacidade de comunicação e a potencialidade infravermelha. Servia também como um cartão de memória padrão de Playstation. Os jogos para o Pocketstation são armazenados no mesmo disco que jogos de Playstation. Os jogos de Pocketstation podem realçar jogos de Playstation com características adicionadas. Por exemplo: usando Pocketstation um jogador podia aumentar o nível de um personagem ('level up' characters) em um dos seus jogos favoritos de Playstation enquanto estivesse sentado em um ônibus ou banco de praça. Um jogador também podia fazer um download de stand-alone PocketStation games. Isso permitia que o jogador pudesse trocar informações e jogos salvos de uma outra unidade do console Playstation e também permitia jogos multiplayer via o built-in infrared data link.Não podemos nos esquecer dos jogos que eram compatíveis com o Pocketstation.Dentre os mais famosos estavam: Street Fighter Alpha 3 e Final Fantasy VIII.

Especificações Técnicas: POCKETSTATION:

CPU: ARM7T (32 bit Processador RISC).
Memoria: SRAM 2K bytes, Flash RAM 128K bytes
Gráficos: 32 x 32 pontos monocromáticos em LCD.
Som: Alto falante miniaturizado (12 bit PCM) x 1 unit
Botões: 5 botões e 1 botão reset.
Comunicação Infravermelha bi direcional (suporta padrão IrDA baseado nos controles remotos convencionais) .
Indicador LED: 1 unidade.
Bateria: Lithium-Ion battery (CR 2032) x 1 unidade.
Outras funções: Calendário e número de identificação.
Dimensões: 64 x 42 x 13.5 mm (comprimento, espessura e largura).
Peso: Aproximadamente: 30g (incluindo a bateria).

VMU (Visual Unity Memory)
SEGA - DREAMCAST- JAPÃO -1998:

O VMU (Visual Unity Memory) é uma das maiores invenções dos video-games em seu tempo. O periférico foi uma evolução muito grande em relação aos Memory Cards convencionais inclusive comparado ao Pocketstation no qual muitos afirmam existirem similaridades funcionais.Ao contrário do Pocktstation que a unidade era inserida no slot do Memory Card, o VMU era inserido num Slot no control pad do Dreamcast, ficando perfeitamente visivel durante o jogo,em muitos jogos graças a uma interação entreo sistema do jogo com o VMU o jogador poderia conferir certas estatísticas dos mesmos, que eram mostrados na pequena tela LCD. Em NBA 2k2 por exemplo, são mostradas estatísticas do jogo. Em Resident Evil: Code Veronica é mostrado o seu life (dispensando a necessidade do jogador entrar no menu de opções para tal). Em Skies Of Arcadia um sistema parecido com a "Pedra da Agonia" no jogo "The Legend Of Zelda: Ocarina Of Time" do Nintendo 64 funciona com o auxilio do VMU e de outro periférico que funciona como "rumble" ou "duasl shock" do control pad do Dreamcast. O que é mostrado ali varia de acordo com o jogo, mas muitos se utilizam bem dele.Em Sonic Adventure ( nas duas versões) o VMU funcionava como uma espécie de Tamagochi ( ou os bichos virtuais) esta opção de minigame dos jogos de Sonic, permitia aumentar as estatísticas e outros atributos dos "Chaos" fora dos Jogos Sonic Adventure, graças á bateria interna e o direcional e dois botões existentes na unidade, também era possivel conectar dois VMU diretamente (sem a necessidade de um DC) para troca de informações entre os aparelhos. Mas o VMU tinha dois defeitos bem incomodos: o primeiro é que as baterias não duram muito (nem chegam a durar um mês , mas isso isso não afetava os jogos gravados em sua memória). O segundo defeito é que apesar de você ter 200 blocos (que é um número bastante significativo), praticamente todos os jogos ocupam bem mais que um único bloco. Exemplos: Soul Calibur (9 blocos), Super Street Fighter II X (3 blocos), Crazy Taxi (20 blocos), Skies Of Arcadia (29 blocos), Shenmue (80 blocos). Na pratica a memória dele é de apenas 128K, por isso tão pouco espaço, o que acabava para muitos jogadores mais aficionados ter vários VMU mesmo com uma biblioteca de jogos relativamente pequena. Existiam versões alternativas de 4x200 blocos, mas muitas destas unidades de péssima qualidade duravam muito pouco.

Especificações Técnicas:
  • CPU: 8-bit (Sanyo LC8670 "Potato")
  • Memória: 128 KiB (200 blocks de 512 bytes cada)
  • Display: 48 dot width × 32 dot height, LCD
  • Tamanho do Display: (largura x altura): 37 mm × 26 mm (1.46 in × 1.02 in)
  • Dimensões do Case (largura x altura x profundidade): 47 mm × 80 mm × 16 mm (1.85 in × 3.15 in × 0.63 in)
  • Consumo: 2 baterias × CR2032 com função de auto-desligamento.
  • Som: 1-canal PWM sound source
  • Peso: 45 g (1.6 oz)


NEO GEO POCKET (NGP)
SNK (SNK PLAYMORE) - JAPÃO / HONG KONG (CHINA) -1998:


O Neo Geo Pocket foi o primeiro handheld game lançado pela SNK (SNK Playmore) no ano de 1998, por´me com a baixa popularidade e fracasso nas vendas, ele durou apenas um ano no mercado sendo substituido em 1999 pelo então reformulado Neo Geo Pocket Color. Os dois únicos países a comercializar o Neo Geo Pocket foram o Japão e China (Hong Kong). Mesmo com uma vida relativamente curta neste mercado, títulos de sucesso como: Samurai Shodown e King of Fighters R-1 foram lançados para esta plataforma. Aqui estão os nomes de todos os jogos lançados para o Neo Geo Pocket: Melan Chan's Growth Diary, Puzzle Link, Pocket Tennis, Neo Cup 98, Neo Cup 98 plus, King of Fighters, Samurai Shodown, Master of Syougi, Neo Cherry Master, Baseball Stars.

Especificações Técnicas:
  • Núcleo de CPU de16 bit TOSHIBA TLCS-900H alta performance.
  • Banco de registro de configurações:32 bit/16 bit á 6.144 MHz.
  • Tela virtual de 256×256 - 16 paletas/ p/plano e 64 sprites/frame.
  • Chip Z80 8 bit cpu auxiliar para controle de chip de som.
  • SN76489 soundchip equivalent (3 square wave tone generators + 1 white noise generator + acesso direto a 2 conversores analógicos digitais.)
  • I/O serial SIO 1 canal de 19200 bit/s.
NEO GEO POCKET COLOR (NGPC)
SNK (SNK PLAYMORE): JAPÃO/EUA/CANADÁ -1999:

Acima e ao Centro os vários modelos do Neo Geo Pocket Color com amostras da definição e resolução gráfica do sistema.

O Neo-Geo Pocket Color (NGPC) foi lançado respectivamente em 16 de março de 1999 no seguintes países: Japão/EUA e Canadá. Ele foi o primeiro handheld de 16-bit colorido feito pela SNK, os mesmos que fizeram Neo Geo AES (Versão Doméstica do Neo Geo Arcade) MVS (Arcade) e Neo Geo CD. A versão americana do Neo Geo Pocket Color teve um lançamento exclusivo no website eToys em 1999. O eToys venderam também as embalagens especiais que vinham 6 títulos inclusos com o aparelho e mais 20 títulos já haviam sido prometidos até o final daquele ano, e o handheld foi vendido a US$69.95. Seis cores diferentes da unidade estavam disponíveis: Camouflage Blue, Carbon Black, Crystal White, Platinum Blue, Platinum Silver e Stone Blue. O NGPC era retrocompativel á biblioteca de jogos do modelo anterior (Neo Geo Pocket), mas mesmo com a reformulação do Handheld, ele conseguiu ir pouco além, não sendo um sucesso estrondoso de vendas, mesmo com seus títulos baseados em versões SD (Super Deformed) de alguns clássicos da empresa.

Especificações Técnicas:

CPUs: Toshiba TLCS900H core (16-bit), 6.144 MHz, Z80 at 3.072 MHz para som.
RAM: 12 k para 900H, 4k para Z80
ROM: 64 kbit boot ROM
Interfaces: SIO 1 canal 19200 bit/s, 5-pin porta serial.
Resolução: 160x152
Cores: 16 paletas por plano, 48 paletas. 146 cores na tela, for a as 4096.** NEO GEO POCKET color mode, 20 cores, fora as 4096.
Sprites: 64 sprites por linha, 4 cores por sprite*.
Scrolling: 2 planos por scrolling, 8x8 character tiles, 4 cores cada*.
Som: PSG 6 tons simultaneos output. Som Esteréo.
Cartuchos: Maximo 4 MB (32 Mbit) com 4-16 Mbit flash memory.
Baterias: 40 horas com 2 pilhas AA. Lithium CR2032 battery backs para memória e relógio internos.

Sem comentários: