Seguidores

Pesquisar neste blogue

Vigilante - Arcade Review - Por: Old Game Master:

Loading...

segunda-feira, 6 de outubro de 2008

Kenseiden - Review

NUNCA O JAPÃO FEUDAL FOI TÃO LEGAL.






Visão mais detalhada do Box, Manual e Cartucho de Kenseiden.






Jogos de Ninjas e Samurais existem aos montes nos mais diversos consoles. Creio que não exista um videogame que já não tenha explorado e adaptado estes temas e guerreiros em algum jogo. Mas Kenseiden para o Master System conseguiu reunir todos os bons elementos deste tema e do Japão Feudal e criar um verdadeiro clássico para o sistema.

Kenseiden (剣聖伝 ,literalmente: "Sword Saint Legend" ou "Legend of the Swordmaster", algumas vezes traduzido como: "Summoning of the Sacred Sword" ou ainda no nosso idioma "Espada Sagrada Lendária") foi lançado para o Master System pela SEGA em 1988.

Kenseiden conta a História do Samurai Hayato e se passa no Japão Feudal do Século XVI. Nobunaga Oda (Lembra um pouco Onimusha não?) e os Senhores da Guerra (Warlords também chamados de Warlocks) roubaram os 8 pergaminhos sagrados e a espada do Rei Dragão ( lenda do Rei Dragão). Nobunaga Oda, graças aos poderes destes artefatos e da magia negra, trouxeram do mundo das trevas várias criaturas e monstros sobrenaturais e junto com eles morte, pragas e quase a destruição do Japão. Hayato segue então numa missão solitária para derrotar estes monstros e os Warlocks ( cada um deles tem em seu poder um dos pergaminhos e a espada do Rei Dragão) . Para isso ele precisará passar pelas 16 fases (cada uma delas uma província do Japão antigo) e também pelas fases de treinamento afim de ficar mais forte (Fases de Treino) e a proteção do Talismã do Dragão (Amamori).

Os gráficos e cenários recriam bem todo estilo feudal do Japão naqueles dias, as fases podem variar de: templos, cavernas, florestas e até um Castelo (Fase final do jogo). Os inimigos podem ser traiçoeiros e os chefes (Henchemens ou Bosses) podem ser uma dor de cabeça se não tiver uma preparação ou a técnica certa (Cada um dos pergaminhos ensina á Hayato uma técnica de espada e habilidade diferente). O Som em seu modo original também dá o clima oriental ao jogo, jogando com emuladores ou no Mark III ( Master System Japonês) é possível ouvir o som em FM, eu particularmente não recomendo, embora seja um pouco melhor que o som Mono. Vejam Nossa Avaliação:


O MAPA E AS FASES DE KENSEIDEN:

MAPA GERAL DO JOGO KENSEIDEN

Cada fase de Kenseiden representa uma das antigas províncias japonesas. Após passar as duas primeiras fases, o jogador pode determinar a direção onde quer ir, porém ele pode retornar a uma fase que já visitou, exceto a última fase. Vejam Abaixo a lista das fases:

1- Higo (肥後) - A primeira fase.
2- Chikuzen (筑前) - Primeiro Warlorck: Fire Wheel Warlock
3- Nagato (長門)
4-Iyo (伊予) - Segundo Warlock: Benkei Warlock.
5-Tosa (土佐) - Primeiro estágio de Treinamento.
6- Izumo (出雲) - Segundo estágio de Treinamento.
7- Settsu (摂津)
8- Yamato (大和) - Terceiro Estágio de Treinamento.
9- Kaga (加賀) - Terceiro Warlock: Larva Fly Warlock.
10- Iga (伊賀) - Quarto Warlock: Two-Headed Warlock.
11- Owari (尾張)
12-Etchu (越中 Etchū)
13- Suruga (駿河) - Quinto Warlock: Putrid Eye Warlock.
14- Echigo (越後) - Quarto estágio de Treinamento.
15 -Mito (水戸) - Sétimo Warlock: Death Head Warlock.
16- Edo (江戸) - Último Estágio e Mestres Finais: Yonensai: The Master Warlock

CURIOSIDADES DE KENSEIDEN: ( Cliquem nas imagens para ter melhor visualização) :

O Primeiro Warlock: Fire Wheel Warlock de Chikuzen (筑前) - (Fase 2) é inspirado em Wanyūdō (Kanji: 輪入道 signficados: "roda (輪) entrada (入) estrada (道)") é uma figura muito conhecida no folclore japonês como youkai. Em outros lugares pode ser ainda chamado de "Wanyudo" e "Wani yuu dou". Segundo as lendas japonesas trata-se de uma roda com o rosto de um homem em agonia, espírito de um daimyo ( senhor Feudal) que torturava as pessoas com uma roda (instrumento de tortura medieval). Dizem as lendas que ele atormentava os viajantes e lhe roubava a alma, outros ainda dizem que ele é um dos guardiões das portas do inferno, e quem se aproxima dele tem sua alma roubada e levada para lá. Em Actraiser (Snes) Mystical Ninja e Okami existem várias aparições deste personagem.

O Segundo Warlock: Benkei Warlock da fase 4 Iyo (伊予) também é inspirado em outro personagem do folclore e historia do Japão.Saito Musashibō Benkei (西塔武蔵坊弁慶, Saito Musashibō Benkei 1155 - 1189), chamado apenas de Benkei, era um Sohei (monje guerreiro) que serviu á: Minamoto no Yoshitsune. Ele sempre é descrito nas lendas como um homem de grande força e lealdade.

Mais informações sobre estes personagens:
http://en.wikipedia.org/wiki/Benkei
http://en.wikipedia.org/wiki/Wanyūdō

As diferenças regionais entre as versões Japonesa e Americana de Kenseiden são muito discutidas. Na versão Japonesa lançada para o Mark III (Master System Japonês) Hayato aparece com os cabelos loiros, já a versão Americana aparece com os cabelos negros, mas se observarmos a animação final do jogo notaremos que o personagem possui cabelos num tom que varia do ruivo para o castanho claro. Confiram nossa análise na imagem ao lado (cliquem na imagem para ampliar e ter melhor visualização):







O Rosto do personagem da SEGA - ALEX KIDD faz uma aparição Cameo em uma das parte da fase 3: Nagato (長門) á direita podemos ver o ponto exato onde a figura do rsoto aparece e na imagem mais á direita com maiores detalhes.





Sim, nos temos uma versão BR! Um Hacker chamado Devil Fox fez uma tradução do jogo Kenseiden. A Tradução pode não ser la estas coisas, mas pelo menos mata a vontade de jogar este clássico no nosso idioma.





Quem quiser mais informações sobre o Patch da tradução BR de Kenseiden:
http://www.romhackers.org/modules/PDdownloads/singlefile.php?cid=20&lid=31

KENSEIDEN
Por: GAME MASTER

A cultura Japonesa sempre me fascinou em suas mais diversas manifestações: livros, mangás, folclore, mitologia, músicas, animes/tokusatsus e claro os games. Dentre os vários jogos clássicos como: Shinobi, Ninja Gaiden, Mystical Ninja Goemon e tantos outros, Kenseiden ocupa um lugar de destaque no Ranking dos melhores jogos deste gênero. O Master System quando queria, sabia fazer bons jogos e caprichava na história e jogabilidade, estes são dois elementos marcantes deste jogo.

O jogo inteiro é uma verdadeira aula da história do Japão, com direito ao nome das provincias Japonesas do Século XVI e personagens folclóricos (conforme a gente podia conferir no Manual do Jogo e agora em nosso review).

Uma Jogabilidade que exige precisão e estratégia, não basta o personagem apenas usar a espada para matar os inimigos, é preciso aprender novas técnicas, treinar, ficar mais forte e se preparar para enfrentar os Bosses. O jogo lhe oferece itens que recarregam a energia e itens de defesa, mas existem chefes que variam do forte ao rápido, e todos eles exigem do personagem. As músicas poderiam ser melhores, mas não são cansativas ou enjoam com o passar do tempo, e dão todo um tom oriental ao jogo.

5 comentários:

Superonan disse...

Na cidade em que morava, fui o primeiro a "zerar" esse jogo. O povo duvidou - então tive que GRAVAR TODO O JOGO - e mostrando como passei de cada um dos "bosses", principalmente o final, que tinha duas etapas(com e sem máscara). Para mim, um dos cinco melhores jogos do Master System, que como você disse, Game Master, quando a SEGA queria, ela fazia bom jogos. Ah, nessa época eu defendia a SEGA com unhas e dentes, independente de ler revistas especializadas...depois que tive contato com jogos de NES, passei a gostar das duas. KENSEINDEN, um jogaço! Parabéns pelos complementos na matéria explicando a origem de alguns "bosses".

Romhackers disse...

Olá, meus parabéns pelo review sobre o jogo. Kenseiden realmente é um clássico dos 8 bits. Agora eu gostaria de perguntar uma coisa: baseado em que você diz que a tradução do Devil Fox "não é lá essas coisas"?

BisonSAS disse...

O devilfox lançou a versão 1.3 da tradu do Kenseiden, com uma série de melhorias. Quem quiser conferir:
Kenseiden em português

OLD Game Master disse...

Olá, resposta tardia infelizmente, mas ainda sim uma resposta. Fiquei muito tempo sem usar o Blog, portanto, estou retornando aos poucos.

Meu comentário sobre a tradução do Devil Fox remete ao fato dele usar um português muito formal e clássico, concordo que o jogo tem essa linguagem, mas não ficou ideal para um público acostumando a uma linguagem mais popular.

Além do mais várias outras pessoas, inclusive o site onde pesquisei esta informação fez um comentário semelhante e fui obrigado a concordar após testar a versão, mas agora que a versão 1.3 foi lançada creio que esteja bem melhor que a que utilizei no review.

Madera disse...

Me interessei tanto por esse jogo que estou tentando fazer um remake, ( eu e uns amigos) vamos ver como ficará e se é que vai sair do papel.