Seguidores

Pesquisar neste blogue

A carregar...

Vigilante - Arcade Review - Por: Old Game Master:

Loading...

domingo, 2 de Novembro de 2008

Game Designers & Programmer’s Review: T. Nishikado.

INTRODUÇÃO:

Toda vez que eu faço um review sobre um jogo retro ou de um programador de jogos neste estilo e gênero, eu tenho nas mãos não um desafio, mas vários. O primeiro é tentar mostrar para as pessoas da geração atual que os jogos antigos, embora estejam anos luz atrás de toda sofisticação e modernidade das máquinas modernas, tentavam heróicamente nos mostrar tudo que estava além do jogo em si, nos obrigando a usar a imaginação e recriar uma realidade que hoje esta tão explícita e "mastigada" nos gráficos ultra-realistas. O Segundo é mostrar que os jogos não era só máquinas, mas pessoas por detrás das máquinas, sintetizando em gráficos e jogabilidade, sonhos e sua vontade de criar algo além do que uma máquina é capaz de sentir: alegria, empolgação e diversão.

Quando começei a ler a história de Nishikado por detrás de seus jogos, eu encontrei muito de mim na sua trajetória de como passar esta visão para os jogadores. E eu creio que quando lerem as próximas linhas, muitos irão se encontrar nas passagens da vida deste programador. E veremos, que não importa a época que vivemos, os videogames e seus jogos tem a capacidade única de fazer as pessoas enxergarem ambos, com a visão crítica de um adulto mas com a imaginação e fantasia de uma criança.

Quem viveu a época de Space Invaders, relembrará de suas emoções quando tiveram seus primeiros contatos com este jogo, e quem nunca viveu a época, bom... não precisa, pois verá que Space Invaders é um jogo tão atual, que não parece ter sido criado á mais de 30 anos atrás.


COMEÇA UMA CARREIRA:


Tomohiro Nishikado( também chamado de: Toshihiro Nishikado) nasceu no ano de 1944 na cidade e distrito de Osaka no Japão. Com 24 anos (1968) ele se formou na Universidade Denki de Tokyo (Tokyo Denki University (東京電機大, Tōkyō denki daigaku) uma universidade particular em Chiyoda.). Tomohiro Nishikado formou-se em Engenharia de Telecomunicações, atuando inicialmente na área de sonoplastia, mas em 1969 foi contratado pela Taito Trading Company. Nesta época as máquinas de Pinball e outros dispositivos mecânicos de entretenimento eram muito populares no Japão e no restante do mundo, mas a indústria do entretenimento eletrônico começava á dar seus primeiros passos, a Taito era uma empresa que queria ingressar neste mercado, e foi uma das pioneiras neste sentido juntamente com a EREMEKA (como era conhecida a filial da SEGA no Japão naqueles dias, já que a SEGA era uma empresa de origem americana). Entre os anos de 1971 e 1972, Nishikado começou o desenvolvimento de jogos eletrônicos para Arcades Sky Fighter II ( um Shooting) e “Soccer” (com um engine muito similar ao Pong) o jogo para Arcade foi o primeiro Arcade local á ser desenvolvido por uma empresa no Japão e foi lançado em 1973. Registros da Taito dizem que ele produziu mais 10 jogos para Arcade até o ano de 1978. Sendo que os mais conhecidos foram:


Sky Fighter II (1971): – Não existem registros ou imagens deste jogo, que antes de “Soccer” poderia ter sido um dos primeiros trabalhos de Nishikado e um dos primeiros Arcades lançados no Japão. Caracteriza-se por um jogo Shooting Up Scrooling. Segundo dados, parece que o não reconhecimento de Sky Fighter II como o jogo pioneiro dos Arcades da Taito, era por que existia uma versão muito similar da EREMEKA (Sega Eremeka) isso explica a continuação de Sky Fighter.


“Soccer” (1972): - Não foi um jogo totalmente original, já que clones do Pong existiam aos montes, mas foi à introdução “oficial” da Taito na indústria dos jogos de Arcade no Japão. Era o engine de Pong misturado com o tradicional jogo de Futebol.


Racer ou Speed Racer (1974): - Embora existisse uma versão do mesmo jogo lançada pela Eremeka e uma disputa entre a Taito e a Midway pelas licenças deste jogo, foi o primeiro Arcade baseado em um jogo de corrida da Taito. Segundo registros da empresa, existiam duas versões de gabinetes deste jogo Table Top ou “cocktail” e a versão Gabinete comum dos árcades de época.


Western Gun (1975): - Western Gun foi o primeiro Shooting da Taito e um dos primeiros Shootings com dois jogadores simultâneos. Mas como Western era um título genérico e muito comum em vários jogos, a Midway ganhou uma versão e a licença para produzir uma versão semelhante.


Acima e ao centro (Cliquem na imagem para ampliar): Racer ou "Speed Racer" da Taito do ano de 1974. O primeiro Arcade de corrida feito pelo empresa e uma obra de Nishikado.


Acima e ao Centro: (Cliquem na Imagem para Ampliar): Western Gun o segundo Shooting de Niskikado.

Nota Editorial:
Durante minhas buscas pelas imagens dos primeiros jogos de Arcade feitos por Tomohiro Nishikado.Foi muito dificil conseguir boas imagens ou mesmo informações detalhadas sobre os jogos. Uma das fontes onde extraí as imagens, mostra uma série de Arcades antigos, abandonados e sucateados em depósitos ou porões. É triste ver a história dos videogames ser tratada com tão pouco caso, bons jogos acabam desaparecendo e a história acaba fugindo ao conhecimento das novas gerações.

A OBRA PRIMA DE TOMOHIRO NISHIKADO: SPACE INVADERS.


Em 1976 a Atari lançou um Arcade baseado no engine de Pong (mais um) chamado Breakout*, e tornou-se muito popular no Japão. No verão de 1977, inspirado pelo sucesso e pelo engine de Breakout, Tomohiro Nishikado trabalhou sozinho na programação e no engine do que seria uma nova e melhorada versão do Breakout. Aqui temos uma declaração do Próprio Tomohiro Nishikado sobre como ele criou o seu maior sucesso: Space Invaders:


“Na época Breakout, o jogo da Atari de quebrar blocos, fazia muito sucesso no Japão. Eu também o achava divertido, por isso resolvi criar um jogo, usando Breakout como inspiração. Resolvi transformar os blocos em alvos com formas e criar um game de tiro- um tiroteio entre os alvos e o jogador. Para os alvos testei: tanques, aviões e soldados, mas empaquei por que nenhum deles parecia se encaixar com a imagem do jogo. Mas daí um filme chamado Star Wars* foi lançado, então anotei o fato e transformei o meu jogo em um game espacial; quando experimentei transformar os meus alvos em alienígenas, pareceu muito bom e pronto.

Comecei á criar Space Invaders mais ou menos no verão de 1977. Fiz todo o design, os gráficos e a programação sozinho. Em Junho de 1978, terminei o jogo e o revelei, mas os operadores [de Arcade] não gostaram e quase não recebemos nenhuma encomenda. Muitos dos operadores eram senhores de idade; diziam que era difícil demais. Acho que eles não sabiam lidar com os alvos que respondiam aos tiros – Até aquela altura só os atiradores atacavam os alvos nos games de tiro, e este aqui ia contra aquela lógica. Mas quando o jogo chegou ao público, a sua abordagem inovadora, fez os jovens se divertirem e se animarem, e acho que isso fez com que se transformasse em grande sucesso. O chefe da minha empresa nos obrigou a trocar o nome do jogo para Space Invaders, apesar de o nome que eu tinha dado ser: Space Monsters*. Lembro-me de ter ficado muito triste por causa disso. Pode ser uma surpresa para os outros, mas o jogo não me passou uma impressão muito boa. Mas agora o tempo passou e, quando eu penso o quanto este jogo contribuiu para o avanço dos games japoneses, sinto muito orgulho de ter sido capa de criá-lo. “Tomohiro Nishikado –criador de Space Invaders.


*Nota: A Taito dez anos mais tarde criaria uma versão própria de Breakout conhecida mundialmente como Arkanoid.


*Nota II :Segundo Tomohiro Nishikado, designer do jogo em uma outra entrevista ele disse: "os aliens são inspirados na descrição dos invasores do romance A Guerra dos Mundos, do escritor Herbert George Wells. Na história, os aliens se parecem com polvos. Eu desenhei o primeiro bitmap baseado nessa idéia, depois criei outros aliens parecidos com criaturas marinhas, como lulas e caranguejos." disse Nishikado.

*Nota III: "Space Monsters" foi um dos "jogos Mecânicos" (Possivelmente um Pinhal) lançado pela Taito em 1972. Uma outra inspiração de Nishikado para o Space Invaders supostamente é baseada em um sonho que ele teve quando criança envolvendo alunos à espera de um Santa Claus Japonês (Papai Noel) aparecendo no céu na véspera de Natal (???). Mas, em vez de um Santa Claus, fila após fila de Invasores do Espaço desciam lentamente de Vênus, ameaçando a cidade. Então ele, e mais alguns garotos bem espertos, juntos, alinhavado um laser utilizando uma bateria Blaster de automovél, velas, e um hubcap. Movendo para a esquerda e direita, eles usaram isso para explodir os aliens fora do céu, salvando a Terra de um destino trágico.

Acima e ao centro Podemos conferir Nishikado em uma foto junto com os elementos presentes em Space Invaders. Polvos, lulas e caranguejos referências da culinária nipônica presentes não somente neste jogo, mas em tantos outros jogos japoneses.

UM JOGO SIMPLES COM UM DESENVOLVIMENTO NÃO TÃO SIMPLES:


Na época do desenvolvimento de Space Invaders os microcomputadores no Japão não eram suficientemente potentes,á ponto de executar as tarefas complexas envolvidas na concepção e programação de jogos e de Space Invaders, Nishikado teve que conceber o seu próprio hardware personalizado e ferramentas para o desenvolvimento do jogo. O jogo utilizava uma tecnologia chamada de: Raster Graphics sobre um monitor CRT, som mono gerados por circuitos analógicos e foi utilizada uma unidade central de processamento Intel 8080. Apesar do hardware especialmente desenvolvido, Nishikado não foi capaz de programar o jogo como ele queria. O Controle de Programas bordo não era poderoso o suficiente para exibir os gráficos em cores ou mover os inimigos mais rápido e o programador considerou o desenvolvimento do hardware a parte mais difícil de todo o processo. Inicialmente Space Invaders foi lançado em um gabinete cocktai table top eml formato de mesa com gráficos pretos e brancos 9vejam as imagens dos Gabinetes de Arcade de Space Invaders). Já a versão lançada nos EUA pela Western Midway (uma divisão da Bally) estava em um Gabinete em formato vertical, usando e tiras de laranja e verde de celofane sobre a tela para simular gráficos coloridos( Algo semelhante aos Screens Overlays usados no Vectrex). Os gráficos eram refletidos em um cenário pintado de uma lua contra um espaço plano. As versões seguintes dos Arcades japoneses usaram um sistema semelhante. No artwork dos gabinete grandes monstros humanóides não presentes no jogo. Nishikado dizia que atirar em seres humanos (mesmo se fosse em um jogo) era algo que ele considerava imoral, porém este artwork citado, fez parte de suas primeiras concepções do jogo orginal, o: Space Monsters.

Acima e ao Centro (cliquem na imagem para Ampliar) : Uma linha de tempo e modelos dos diferentes gabinetes de Space Invaders ( de cima para baixo e partindo da esquerda para direita o primeiro modelo e as versões posteriores) , também podemos conferir na imagem de vídeo a pontuação dos alvos e o Label Top Art presente no Artwork dos Gabinetes.

O ENGINE DE SPACE INVADERS:


Em Space Invaders o jogador controla os movimentos da arma "Laser Base", um canhão laser que se movimento na parte inferior da tela. Da parte superior marcham em direção ao canhão aliens organizados em linhas. O objetivo do jogador é evitar que os aliens atinjam a parte inferior da tela, para essa tarefa o canhão possui munição infinita para atirar. Ao acertar e destruir um número grande aliens os restantes começam a marchar mais rapidamente em direção ao jogador.

Quando o jogador elimina todos os aliens uma nova formação é montada agora iniciando uma linha abaixo da formação anterior. Ocasionalmente uma nave surge voando na parte superior da tela e dá ao jogador pontos extras quando atingida .Space Invaders foi um sucesso e gerou centenas de milhões de dólares, não só para os desenvolvedores mas também para outras empresas que imitaram a fórmula de sucesso do jogo. A jogabilidade foi muito inovadora na época. Antes a maioria dos jogos tinha um tempo para acabar, já em Space Invaders o jogo só acabava quando o jogador perdesse suas três vidas, com isso a duração do jogo ficava nas mãos da habilidade dos jogadores.

Pessoalmente, o que me chama a atenção em Space Invaders é a adrenalina que o jogo passa ao jogador nos momentos mais críticos, em que os últimos aliens precisam ser destruídos. Toda a habilidade do jogador é colocada em prova, e mesmo naquele momento inevitável em que os alíens estão na mesma linha que o laser base, você ainda tem aquela esperança de destruí -lo. Não importa se depois você tenha que fazer tudo de novo, a mesma habilidade a adrenalina do primeiro jogo não se repete.

O IMPACTO DE SPACE INVADERS NA CULTURA GAMÍSTICA MUNDIAL:

Space Invaders é considerado um dos mais bem sucedidos arcades de jogos de tiros da história. A Taito produziu 100000 máquinas de arcade para o mercado japonês e cerca de 60000 máquinas foram vendidas nos Estados Unidos. Para os colecionadores de máquinas de Arcade as versões "Coctail" e "Cabaret" são as mais caras e raras de se se conseguir.

Shigeru Miyamoto considera Space Invaders um jogo que revolucionou a indústria de games, e ele declarou que ele nunca se interessou por jogos de videogame até ele conhecer Space Invaders. Space Invaders também foi lucrativo para o Turismo naqueles dias, e tornou-se obrigatório em estabelecimentos como: Bares, Restaurantes e mesmo em Hotéis. Segundo o: The Observer, as versões domésticas (jogos de videogame) incentivou os grandes dirigentes da indústria gamística a se tornarem programadores e depois executivos deste seguimento. 1UP.com afirmou que Space Invaders foi um dos úncios jogos e o primeiro em seu tempo, á mostrar que os jogos de videogame poderiam competir e estar presentes na televisão, músicas e artes. A IGN atribui também que Space Invaders foi co- responsavél pela popularidade e explosão dos Arcades na América do Norte naqueles anos. A Game Informer considera que, juntamente com o Pac-Man e Pong foi um dos mais populares jogos arcade que tocou a cultura popular e entusiasmo gerado durante a era dourada dos fliperamas. Em 2007, a Guinness World Records relaciona Space Invaders juntamente com a IGN listado Space Invaders como um dos "Top 10 mais influentes Jogos" no mundo.

Com a popularidade do gênero de Space Invaders a indústria cinematográfica e televisiva amaricana encontrou um ponto de referência para a produção de filmes e seriados de ficção cinetifíca. Space Invaders foi o primeiro videogame a ter um intervalo entre a jogabilidade, e popularizar o conceito de alcançar uma pontuação elevada. Space Invaders também inspirou outras produtoras de Arcade e jogos de videogame, como a Namco em: Galaxian e Galaga, foram modelados após Space Invaders á partir de sua jogabilidade e design.Em 2002, Taito lançou Space Raiders,um jogo de tiro de terceira pessoa como pano de fundo Space Invaders.

RELANÇAMENTOS E SEQUÊNCIAS:

A Taito lançou várias sequências para Arcade construída sobre a concepção básica do original. O primeiro foi Space Invaders Part II, em 1980, ela apresentou nova jogabilidade e gráficos com elementos mais coloridos. Esta versão foi lançada nos Estados Unidos como Space Invaders Deluxe (também conhecida como Space Invaders DX), mas apresentou um esquema de cores gráficaS diferentes e uma cidade em forma de lua ao fundo. Outra sequência, entitulada Space Invaders II, foi lançada exclusivamente nos Estados Unidos. Foi um Arcade cocktail em formato de mesa e mostrava um modo competitivo entre dois jogadores. Durante o Verão de 1985, Invadres Returns foi lançadaa atualizando gráficos coloridos, e mais complexos padrões de movimentos e ataques aos invasores alíens. Outras sequências de arcade foram lançadas, tais como: Super Space Invaders'91, Space Invaders DX, e Space Invaders'95 . Cada jogo introduziu pequenas modificações na jogabilidade original. Tal como a primeira versão, e seus respectivos gabinetes, estas versões tornaram-se raras e objeto de desejo para inúmeros colecionadores.

Uma versão foi lançada para Snes mas foi muito criticada pelos jogadores.

Space Invaders para Snes com modo versus, muito criticada por revistas e pelos próprios jogadores.

Space Invaders original e estas compilações citadas acima foram incluidas em uma edição para o Playstation 2. Space Invaders Anniversary foi lançada em 2003 para a console da Sony e incluiu nove Space Invader variantes.E uma versão semelhante foi lançada para o PlayStation Portable(PSP), Space Invaders Pocket, foi lançada em 2005. Space Invaders, Part II e Space Invaders Returns of Invaders estão incluídos no Taito Legends, uma compilação de jogos de arcade clássicos da Taito, lançado em 2005, para: PlayStation 2, Xbox e PC. Space Invaders Space Invaders'95 DX também foram incluidos em Taito Legends 2, sequência desta coletânia e compilação lançada em 2006.

A coletânia Taito Legends ( 1 e 2) reúne uma compilação de grandes sucessos dos Arcades Antigos, dentre as quais algumas versões de Space Invaders de Nishikado estão presentes.

Space Invaders para PS2 e PSP 9 variantes e compilações diferentes de Space Invaders e ao lado as versões Extreme para Nintendo DS e PSP.

SUCESSOS E CONTROVÉRSIAS:

-O jogo: Space Invaders, foi o primeiro arcade a ser convertido para o console Atari VCS 2600, sendo um sucesso imediato por não apenas capturar as características do jogo original mas também por adicionar novas versões de jogo(opções do jogo).

Space Invaders para o Atari VCS 2600 sucesso de críticas e o primeiro Killer App do console.

-Em 1979, na Itália o jogo foi fabricado pela empresa Sidam e recebeu apenas o modesto título de: Invaders.

-Embora simplista e até obsoleto para os padrões dos jogos de hoje, foi um dos precursores da era moderna dos videogames e ajudou a expandir e alavancar a indústria de arcades no Japão, colocando o país em uma indústria global. Quando lançado, Space Invaders foi muito bem sucedido e popular. Após o seu lançamento, o jogo causou uma escassez temporária de moedas de 100 yenes no Japão, o país teve que quadruplicar a produção destas moedas. Muitos estabelecimentos com Arcades foram abertos no Japão especialmente para este jogo.

-Muitos incidentes de criminalidade juvenil rodearam a popularidade deste jogo. Uma menina foi apanhada roubando dinheiros de seus pais e gangues de jovens foram presos e denunciados por ter assaltado mercearias e lojas só para que eles tivessem dinheiro para jogar o jogo.

- Segundo o:Guinness World Records em 2007 a Taito dos EUA teve ganhos de 500 milhões em receita, e parte destes lucros são provenientes dos direitos do jogo Space Invaders.

-O jogo foi a inspiração para os outros jogos de videogame, com nova versões em inúmeras plataformas, e ganhou várias sequências e versões personalizadas á partir da versão original. Ainda hoje ele ganha versões para os consoles de última geração e esta presente até em jogos de telefones celulares.

- O Atari 2600 em 1980 quadruplicou as vendas de seus consoles quando Space Invaders foi lançado para o sistema, tornando-se não só o primeiro Killer App (jogo revelação) de um jogo de Arcade da Taito, mas também para um console doméstico.

-Space Invaders foi um dos poucos jogos que saiu do seu universo de jogo e ganhou paródias e citações de seus elementos em diversas séries televisivas, por exemplo: Danger Mouse, That's '70 Show,Scrubs e Robot Chicken. Elementos do jogo podem ser relembrados em episódios do cartoon Futurama de Matt Groening (Criador de: Os Simpsons) nos episódios: "Raiders of the Lost Arcade" e uma aparição no seguimento "Anthology of Interest II".

-Muitas publicações e sites usam o gráfico do alien pixelizado como um ícone para jogos de videogame em geral além de um símbolo ao videogame retro, incluindo a revista especializada em videogames: Electronic Gaming Monthly(EGM), website de tecnologia: Ars Technica e até no evento musical inspirado nas canções e temas dos jogos clássicos de videogame o: Video Games Live. Video Games Live também realizou um arranjo inspirado no áudio de Space Invaders, como parte de um grupo especial de retrogaming: "Classic Arcade Medley." Uma artista francesa de rua conhecida como: "Invasora", deu este nome para si mesma, através da criação artística de mosaicos á partir de trabalhos inspirados do artwork de Space Invaders ao redor do mundo.

Uma representação de como deve ter sido o artwork dos inimigos aliens pixelizados de Tomohiro Nishikado.

-Em 2006, o jogo foi um dos vários jogos de videogame relacionados á mídia, selecionados para representar Japão como parte de um projeto compilado pelo Agência Japonesa de Assuntos Culturais. No mesmo ano, Space Invaders foi incluído no Museu da Ciência de Londres na exposição Game On para mostrar os vários aspectos da história do videogame, do desenvolvimento e da cultura. Em 2006 o festival Internacional Belluard Bollwerk em Friburgo, Suíça, Guillaume Reymond criou um três minutos de vídeo de recreação,inspirado no jogo Space Invaders, como parte do projeto"Gameover" usando seres humanos como pixeis.

-O GH ART apresentou em 2008 a Convenção de Jogos em Leipzig, na Alemanha, incluiu um jogo arte, chamado: Invaders!, baseado na jogabilidade de Space Invaders. O criador do jogo pediu que o jogo fosse retirado, após críticas de que elementos do jogo continham alegações aos mesmos elementos baseados nos ataques de 11 de Setembro de 2001 as Torres Gêmeas do World Trade Center.

TOMOHIRO NISHIKADO - DIAS ATUAIS:

Em 1996, Tomohiro Nishikado deixou a Taito e montou sua empresa onde atua como consultor no desenvolvimento de jogos, a Dreams. Ele deixou a programação de games e ficou encarregado na supervisão e desenvolvimento de jogos.

Palavra Final:
Por: Game Master:

Creio que depois deste review, as pessoas saberão que Space Invaders, a obra prima de Nishikado não foi uma cópia ou clone de Breakout. Mas sim uma concepção genial de um jogo revolucionário, que mudou o cenário dos Arcades e videogems como conheciamos, no final da década de 70.

Tomohiro Nishikado, independente de ter bebido de várias fontes e de todas as dificuldades e um resultado que não ficou absolutamente de seu gosto, criou um jogo que cativou milhões no mundo todo, e sua idéia inspirou uma geração de jogadores e futuros programadores e empresários do ramo do entretenimento gamístico.

Mesmo que Space Invaders contracene com jogos de uma nova geração. Todo o charme simplista de sua abordagem em jogo, é suficiente para fazer com que um nova geração experimente os prazeres de um jogo antigo. Eu me atrevo á dizer que Space Invaders de Nishikado, é uma jogo eterno, que jamis ficará ultrapassado ou será esquecido, e que nunca ficará fora de qualquer geração de videogames que existir.

Foi uma satisfação poder ter realizado toda um extensa pesquisa e cada nova informação, apenas me incentivava a ir mais e mais longe na concepeção de cada detalhe deste trabalho. Espero que assim como Space Invaders, eu posso introduzir neste trabalho, não um review de algo que já passou, mas de algo que é e permanecerá atual.



6 comentários:

AÇOGUERO disse...

Reinaldo! mais uma obra prima! o pessoal nunca mais vai ver Space Invaders com os mesmos olhos. Não interessa se ele tenha 30 anos, meu, vai ser divertido pra sempre.

cyberkao disse...

Olá, GameMaster!

Grande matéria, muito bem escrita, mas dessa vez cheguei primeiro: se puder, dê uma olhada na matéria 30 Anos de Invasão, no RGB.

De qualquer forma, seu trabalho é muito bom e algumas partes estão muito maos completas do que o meu post! Parabéns!

Um grande abraço!

P.S.: Segue p link do meu post. Passe lá!
http://retrogamesbrasil.blogspot.com/2008/04/30-anos-de-invaso.html

cyberkao disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
cyberkao disse...

Grande Game Master:

Suas palavras me honram!
Honestamente, nem consigo achar que meu trabalho esteja tããão bom quanto seu comentário faz parecer, mas me sinto recompensado pelo fato de encontrar outro garimpeiro de Game Design de 2, 4, 8 e 16 bits!

Volto a dizer que continuo a achar seu trabalho mais completo que o meu, mas não escrevo para trocar confetes, e sim para aceitar sua amizade e me dispor a, a qualquer momento, colaborar com seu valoroso trabalho!

Sei que não temos muita audiência, mas entendo que se não fizermos esta devida catalogação hoje, não haverá nada para falar sobre os primórdios amanhã!

Continue com o grande trabalho!!!

Grande abraço!!!

P.S.: Seu magnífico endereço vai para o blogroll do RGB!!!

Parabéns!!!

P.S.2: Removi a primeira mensagem em virtude dos excessos de erros de digitação (meu teclado está apagado, cáspita!!!), mas o conteúdo é o mesmo (agora, corrigido!).

cyberkao disse...

Caro GM:

Achei a camiseta ideal para você!

Dê uma olhada:
http://www.threadless.com/product/894/Original_Gamester#zoom

Grande abraço!!!

Walter Ice disse...

As máquinas da Taito eram bonitas, Space Invaders e o fórmula 1 (Racer) tinha até um volante! Acredito que até hoje, se alguém colocar uma máquina daquelas numa lanchonete ou loja de fliperama muuuiita gente mesmo vai gostar de jogar isso, apesar de todos os Gods of War etc...