Seguidores

Pesquisar neste blogue

Vigilante - Arcade Review - Por: Old Game Master:

Loading...

quarta-feira, 3 de dezembro de 2008

Totally Rad - Review:

A MAGIA RADICAL DE: TOTALLY RAD (MAGIC JOHN):


Totally Rad (Conhecido no Japão como: Magic John (マジック・ジョン)) é um jogo de ação e aventura que foi produzido e distribuído pela Jaleco nos anos de 1990 e 1991,e lançado para o sistema: Nintendo Entertainment System (NES). O jogo foi inicialmente lançado no Japão, e cerca de seis meses depois ganhou sua versão Norte Americana, esta versão, sofreu drásticas modificações, principalmente na sua linguagem repleta de gírias e termos usados na cultura americana durante o começo da década de 90, podemos ver resultados semelhantes desta influência em jogos como: Teenage Mutant Ninja Turtles, Wayne's World e The Simpsons. Um outro exemplo ficaria por conta do próprio título da versão americana que nada mais é do que a abreviação de Totally Radical (Totally Rad = Rad= abrev. Radical).

Diferenças Regionais:

Antes de mostrarmos a trama do jogo, vamos mostrar as principais diferenças quanto as mudanças da versão Japonesa para a versão Americana, além da parte de linguagem.As imagens das comparações foram extraídas do site: The Rad Project que mostra um passo á passo das imagens das duas versões:

*BOX ART:
OBS*Esta montagem não esta no site citado, esta eu fiz por eu mesmo - Podemos observar as diferenças de Box Art das versões Japonesa e Americana. A versão Totally Rad teve seu Box Art mais simples, comparada a versão original.

*Personagem Principal:

Na versão Japonesa o personagem principal se chamava John , já na versão Americana ele foi chamado de Jake. Podemos notar na imagem que a versão original o personagem era uma criança, já na versão americana foi colocado um adolescente, isso explica também o por que a linguagem foi mudada e para qual tipo de público o jogo estava sendo destinado.

*Personagens Secundários:

Do mesmo modo que a imagem acima podemos conferir a namorada do personagem principal do jogo, na versão japonesa chamada de: Yuu e na versão americana de Allison.

Eis um outro personagem do jogo, na versão Japonesa foi chamado de Mr. Pong já na versão Americana foi chamado de Zebediah. No manual de instruções da versão Americana a Jaleco tratou de explicar o que significava o "P" na cartola do mágico, o personagem então passou á se chamar Zebediah Pong.

*Tela Principal do Jogo:

As diferenças da tela principal do jogo não estão somente nos nomes notem que na versão japonesa o logo da Jaleco foi mantido, já na versão americana apenas foi citada como a empresa que cedeu os direitos de licença para a produção do jogo.

*Outras diferenças e Modificações:

Acima e ao centro (cliquem na imagem para ampliar) separamos algumas diferenças entre o designer dos personagens do jogo em algumas partes do jogo, como: tela intermediária entre uma fase e outra e também no jogo, em uma das imagens sublinhamos que um dos ícones de magia usados pelo personagem principal foi alterado na versão americana.

*Comparação em Vídeo:

Se as imagens acima não convenceram quanto as diferenças regionais, eis um vídeo para que possam acompanhar em tempo real :

Totally Rad (NES) VS. Magic John (Famicom):


História: Totally Rad (Magic John):

Totally Rad : Introdução:



A história começa com Jake(John- JAP) que é um aprendiz em treinamento do grande mágico: Zebediah Pong (Mr.Pong -JAP) que junto com Allison (Yuu -JAP) estavam assistindo á mais uma apresentação do grande mágico. De repente algo inesperado acontece, algo que não fazia parte do show ou dos truques de desaparecimento de Zebediah, algumas figuras muito estranhas entram no palco e raptam Allison, Jake então resolve salvar sua namorada ( na versão japonesa Yuu é apenas amiga de John) e com isso conta com a ajuda de Zebediah seu mentor promete auxiliar o rapaz através da telepatia e alguns poucos truques que Jake aprendeu com o ele.Zebediah o alerta que Jake esta lidando com um inimigo muito poderoso e com uma magia muito além da nossa compreensão.

Jake descobre que existe muito mais por detrás do rapto de Allison, já que ela é filha de um renomado cientista, que também foi raptado por uma entidade do mal chamada : Evil King, que planeja com a ajuda do pai de Allison contruir uma máquina capaz de dominar e destruir o nosso mundo, com Allison nas mãos de Evil King, o cientista não pode fazer outra coisa senão ceder a chantagem e construir uma máquina do mal. Jake agora tem que percorrer 5 fases e derrotar os montros e chefes criados por Evil King nesta terrível conspiração e salvar Allison e seu pai.Jake também precisa correr contra o relógio, já que cada minuto que passa nosso mundo esta á um passo da destruição.

Conseguirá a magia e a coragem de Jake serem mais fortes que o mal de Evil King?

É isso ai Jake, vamos ver se tem todo esse potencial...

ANALISANDO TOTALLY RAD (MAGIC JOHN):

Nossa Avaliação:

JOGABILIDADE:Totally Rad/ Magic John é um título de ação e aventura do tipo plataforma, com uma forte inspiração e Mega Man (Graças á alguns poderes e habilidades que Jake/John possui e pode utilizar durante o jogo). Os comandos são bem simples: A (pulo) B (tiro) / segurando B: concentra um tiro mais forte e Start além de pausar o jogo entra na tela de seleção de magias.

Acima e ao Centro: Podemos conferir algumas das Magias usadas durante o jogo.Frisando que existe também magias de invencibilidade temporária(representada pelo ícone de um homem), magia para parar o tempo(representada pelo ícone de um relógio) e magias para restaurar metade e a energia total do personagem ( representadas pelo ícone de um coração pela metade e um inteiro).

Acima e ao centro podemos conferir os medidores de energia e de magia do personagem no conta superior esquerdo, muito semelhante ao usado em Mega Man.

Jake precisa atravessar as fases (Act) e no final desta enfrentar um chefe monstro mais poderoso.

GRÁFICOS: Em ambas versões os gráficos são característicos aos padrões e sistema de cores do Nes 8 bits. Mas exibem animações muito bem feitas por parte dos personagens e chefes de fase. Existem pequenas falhas quando o personagem é atingido ( ele perde as definições) mas também é algo característico do console e seus jogos.

Demérito:Os gráficos apresentam algumas perdas significantes quando o personagem executa algumas ações ou quando é atingido.

Mérito: Em compensação os chefes de fase e outras animações do jogo são muito bem feitos e detalhados, como podemos conferir na imagem do chefe da primeira fase.

SOM: Os efeitos sonoros e músicas do jogo foram muito bem feitos, os arranjos não desanimam e as músicas das batalhas contra os chefes foram bem escolhidas e de acordo.

CURIOSIDADES:BRASIL

*Totally Rad foi destaque de capa da revista: VIDEOGAME (Ano 1: número 8: edição de Novembro) - Páginas: 26,27 e 28.

Capa: Fonte: Datacassete



Detonado do Jogo - páginas 26,27 e 28 (Cliquem nas imagens para ampliar): Fonte: Datacassete


*Nós também tivemos nossa versão "Alternativa" de: Totally Rad lançada para o Turbogame da CCE. Essa imagem é para aqueles ( que assim como eu) conheceram Totally Rad em versões como esta.

* O site: PO.B.R.E (Portal Brasileiro de Romhacking e Emulação) criou uma excelente tradução para a versão de: Totally Rad (Cliquem no nome do jogo para ir direto á pagina e saber mais detalhes sobre o projeto e a tradução de Devil Fox). Confiram algumas imagens abaixo:

Versão Brasileira: PO.B.R.E. (Cliquem na imagem para melhor visualização) .

Totally Rad (Magic John) :

Por: Game Master:

Quando a gente faz um review de um jogo de videogame, procuramos passar para o leitor todas as curiosidades possíveis sobre o jogo em questão. Em Totally Rad (Magic John) uma das curiosidade deste jogo é quanto o estilo de linguagem utilizada no jogo. Se por um lado o uso de gírias e expressões abreviadas é uma atentado contra a linguagem em sí, por outro acaba se tornando um registro de uma época e de um estilo cultural de um determinado tempo, acho que podemos afirmar isso á respeito de Totally Rad. Como Brasileiro e em uma época em que não compreendia bem o idioma americano ( inglês EUA) isso afetou-me muito pouco, afinal Totally Rad não é um RPG e sim um jogo de ação e plataforma em que sua linguagem simples e direta já é o suficiente para conduzir o jogador por todo o jogo.

Sob forte influência do engine de Mega Man (Capcom) o jogo exibe uma jogabilidade sólida e bastante variada, já que é preciso recorrer á uma determinda magia e fazer uso das habilidades do novo personagem para atravessar as fases. A trilha sonora é bem típica, não cansa e não é muito carregada, os gráficos perdem um pouco sua definição em alguns momentos ( naquilo que citamos na matéria) mas nada que comprometa o jogo como um todo, além do mais os chefes e inimigos de fase foram muito bem programados.

Eu conheci Totally Rad graças aos cartuchos alternativos do Turbogame CCE ( console Brasileiro e genérico do NES) tanto o cartucho quanto o console são apontados como formas de pirataria, mas foram nossas portas para conhecer os jogos da Nintendo aqui no Brasil e creio que a versão "Brasileira" do jogo deixou seu legado, já que o PO.B.RE. fez uma tradução do título. Para muitos que condenam alguns trabalhos da Jaleco, temos uma prova que a empresa sabia fazer bons títulos. Totally Rad é um verdadeiro clássico, não importa a versão.

Procuramos sintetizar neste review todos os aspectos deste jogo, inclusive sua popularidade no Brasil.

3 comentários:

Romhackers disse...

Obrigado pela citação do grupo Po.B.R.E. e da tradução do Totally Rad! o/

AÇOGUERO disse...

O review do Totally Rad não poderia ser mais completo, sem a citação da tradução do PO.B.R.E. é o Brasil fazendo bonito na tradução de games e nos reviews do Game Master.

Fabio disse...

Muito legal a materia sobre o velho Totaly Rad.
Esse jogo me emociona muito pois foi praticamente o primeiro jogo da minha vida.
Joguei ele no console do Genicom de 8 bits, acho que poucos conhecem, a mais de 15 anos atrás, a fita era igual a exibida em uma foto aqui no blog.
Algo que me marcou muito nesse jogo sem duvida é a trilha sonora, joguei Totaly Rad por 3 dias, pois a fita era alugada, e depois de 15 anos eu ainda me lembrava das musicas.
Lembro-me bem que senti muita dificuldade para passar a ultima fase, mas no ultimo minuto antes de entregar o jogo a locadora, eu consegui descobrir o segredo e salvar o jogo.
Só senti falta na matéria, de informações sobre as Background Musics do jogo, seria interessante saber se as músicas existem realmente!!

Um abraço atrasado a todos, excelente matéria, parabéns!